Ocorreu um erro neste gadget

quinta-feira, 1 de setembro de 2011

Borboleta Coruja


Neste outono de 2010 fui  presenteado com a oportunidade de acompanhar a metamorfose de uma borboleta, nunca tive a chance, e talvez tempo e curiosidade de observar tal acontecimento. Minha sorte foi que tudo aconteceu em minha residência. Encontrei, em casa, três lagartas como a da foto abaixo.


Coloquei-as por várias vezes no meio das plantas do jardim, mas, elas sempre insistiam em retornar para a varanda da casa. Nem sabia eu que elas estavam procurando um local para fazer o seu casulo. Fiquei observando uma delas que se fixou embaixo de um aparador e que ali ficou por seis dias. No sexto dia para minha surpresa lá estava o casulo prontinho (foto abaixo).


Passados 30 dias eclode do casulo uma linda borboleta coruja da espécies Caligo eurilochus brasiliensis (Felder, 1826), fotos abaixo.  Esta espécie é a maior do Brasil, pois pode chegar a 18 cm de envergadura. Ela tem hábitos crepusculares e matutinos. Durante quase todo o dia, principalmente nas horas quentes, fica pousada na mata no tronco de árvores ou de uma bananeira. O indivíduo adulto alimenta-se de frutas em decomposição, fezes de animais, néctar de flores e sais do suor humano. Mesmo assim há espécies que não se alimentam na fase adulta vivendo apenas com as reservas que acumularam no tempo como lagarta. Existem cerca de 20 espécies no gênero Caligo. O indivíduo adulto pode viver por até 90 dias. Da eclosão do ovo até a completa metamorfose são cerca de 105 dias. Seus maiores inimigos são o homem, com o uso de inseticidas em plantações de banana, e vespas da família Trichogrammatidae. Esta vespas são pequenas e algumas chegam a ser os menores insetos existentes, a maioria das espécies tem menos de 1mm, são cerca de 80 gêneros espalhados pelo mundo.

OBS: Ótimas páginas para referência são:
http://www.scipione.com.br/educa/galeria/05_bc/index_borboleta.htm
http://www.lepidoptera.datahosting.com.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário